Quando viver dói

alt=
Quando viver dói

Quando viver dóiA dor crônica é a sensação mais complexa e difícil de descrever. É o mesmo que pedir a alguém para descrever como é a respiração e o piscar de olhos. 

Quando viver dói 

Quando viver dói:Toda vez que vou ao médico ou à sala de emergência, eles me pedem que avalie minha dor em uma escala de um a dez e a descreva. É quase impossível lembrar da última vez em que tive um dia sem dor; tenho dias que são administráveis. Isso torna  impossível avaliar minha dor. Pacientes com dor crônica não podem identificar o grau de sua dor da mesma maneira que as pessoas sem. É totalmente diferente. É como comparar uma criança que não faz uma refeição de verdade há meses e está morrendo de fome com alguém que teve que jejuar por 12 horas. Simplesmente não é o mesmo.

Quando eles me pedem para descrevê-la, tenho que conter o riso. É como ficar em casa na sexta-feira à noite, quando todos os meus amigos saem e se divertem. 

Minha vida existe em um constante estado de dor. Meu corpo está doendo constantemente. Minha mente está sofrendo constantemente por ser impedida de realizar meus sonhos por causa das limitações do meu corpo. Quando me pedem para descrevê-la, Não posso expressá-lo com palavras como “latejante, dolorido, perfura ou queima” porque não é isso que é. Esses termos expressam uma dor no nível da superfície. É a maneira que você descreve uma queimadura de um fogão ou um tornozelo torcido. Essa dor é constante. Parece a pior cãibra que teve nas pernas, mas dura horas a fio. Parece que meus joelhos vão ceder a mim a qualquer momento, meus quadris não responde aos meus comandos, a dor agonizante se espalha, minha coluna se curva cada vez mais gemendo de dor. Parece que eu corri e me joguei contra uma parede de tijolos repetidamente. São sentimentos que a maioria das pessoas não consegue entender.

Como a maioria das pessoas não consegue entender a idéia de sentir dor o tempo todo, não demonstrar isso e continuar o seu dia-a-dia, elas simplesmente escolheram ignorá-la. Se isso é para se proteger contra a idéia de que um ente querido possa machucar tanto e eles não podem ajudar ou é por descrença, porque eles não podem ver a condição causando a dor, é uma realidade para milhões de pessoas.

Entenda por que é difícil explicar às pessoas sem dor crônica. Acredite que as pessoas ainda podem estar sofrendo, mesmo que você não as veja gemendo. Esteja lá para eles quando ninguém mais estiver. Tente entender quando eles podem ter um temperamento brusco com você. Entenda que a dor crônica é aterrorizante e isolante, porque não há promessa de que algum dia nos sentiremos melhor. Nos dê esperança de que, mesmo que não haja promessa de um dia sem dor, há a presença de pessoas que amam e se importam.

Fonte, adaptação The Mighty

Comentários

Comentários

Sejam bem vindos!