O que seu cônjuge precisa saber sobre sua doença

0
619
alt=

Quando você se casa você diz essas cinco pequenas palavras: “Na saúde e na doença”, mas até que isso aconteça, você não percebe o que isso realmente significa. É importante saber que o seu cônjuge não quer ser doente e um peso para você. Se seus cônjuges tem estado sozinhos durante todo o dia, eles só querem estar perto de você quando chegar em casa depois de um longo dia. Seu cônjuge doente pode não dizer o tempo todo, mas eles(as) realmente admiram vocês por tudo o que você tem feito para ajudar a ele ou ela e o resto da família. Ele/ela está realmente grato(a) por seu apoio moral e físico. Quando você cuidar de si mesmo, isso os deixam felizes. Ele/ela se preocupa com você, também, e não quer que você se sobrecarregue com trabalho extra.

Por último, quero que outros saibam que, mesmo quando um dos cônjuges tem uma doença crônica, você ainda pode serem felizes como um casal e uma família. As expectativas dos cônjuges precisa serem modificadas. Eu não posso escalar caminhar nas montanhas ou dançar uma noite toda, mas posso aconchegar e assistir a um filme, e ainda podemos sair em dias sem dores. Mas temos que estar na mesma vibe e comunicar de modo que cada um compreenda a necessidade do apoio de que precisamos não só sobreviver, mas ser felizes.

1. Seja compassivo(a).  Seu cônjuge não quer ficar doente, mas ele/ela mas não é possível prever quando ou onde ou como severo será o curso desse estado, ou quanto tempo ela irá durar. Ele/ela muitas vezes não sabe o que desencadeou. Quer se trate de uma doença médica, como o lúpus ou a artrite reumatóide ou a doença de Crohn, ou uma doença como  depressão, ele/ela não pode controlar os sintomas. A maioria dos cônjuges doentes também têm uma enorme culpa por não ser capaz de fazer a sua parte em casa. Tente lembrar-se de ser sensível e tenha compreensão. Se a situação fosse inversa, eu certamente esperaria o mesmo, se coloque no lugar do outro.

2. Esteja presente. Isso pode ser difícil se você tem uma profissão que mantém você longe de casa por longas horas ou dias, e exige que você esteja disponível se a chamada do escritório à noite. Quando está em casa, tente estar  com sua família quando possível. Ajude o seu cônjuge com as tarefas domésticas, como roupa, louça, banho de crianças, trabalhos de casa, pegando as crianças da escola, levando-as para eventos sociais, esportivos, vá as compras quando necessário. Não importa o que você faça, apenas esteja lá. Sua presença é inestimável.

3. Seja a pessoa que seu cônjuge sempre esperou que seria. Haverá momentos em que você só quer fazer algo por si mesmo, mas você não pode suportar a idéia de deixar as crianças em casa para ser cuidadas por um cônjuge doente. Você gasta toda a sua energia, embora físico ou emocional, assuma a gestão familiar durante os momentos em que o seu cônjuge não pode fazer as coisas que você desejaria que ele/ela fizesse. Dê um passo para trás. Pense por um momento. Lembre-se que o seu cônjuge não quer sentir-se doente, estar doente. Ele/ela preferiria ser capaz de cuidar das coisas e fica ressentido(a) por ter de deixar você fazer. Os relacionamentos são parcerias. O seu cônjuge precisa de você mais do que nunca, e você precisa ser aquela pessoa que estará ao seu lado nos momentos bons e ruins.

4. Não se esqueça de si mesmo. Esta é talvez a mais difícil de todas. Quando o estiver sobrecarregado (a) tome um momento para você, pode ser apenas cinco minutos, mas tenha seus cinco minutos, respire, binque, ria, ouça música, leia um artigo interessante, que seja. Faça algumas das atividades antes de você voltar a ser um cuidador, vá a um estádio, faça compras no shopping, mesmo um passeio de bicicleta de 30 minutos.

5. Encontre algo que vocês possam desfrutar juntos. Mesmo que vocês não podem fazer a maioria das coisas juntos, que vocês gostavam no passado, vocês sempre pode encontrar uma ou duas atividades para desfrutar juntos, mesmo durante um período de atividade da doença. Assistir a um filme, ler juntos, jogar um jogo de tabuleiro, ouvir música. É difícil planejar ou pensar no futuro, mas viver o momento é importante para a sobrevivência do casal. O amanhã não é importante. Hoje é tudo. Agora é o que conta. Aproveite o agora juntos.

Fonte: TheMighty

Sejam bem vindos!