O frio e o calor pode desencadear ou piorar a espondilite?

0
769

As doenças reumáticas formam um conjunto de mais de 100 doenças osteomusculares.

images (6)

Muitas pessoas acreditam que o frio causa “reumatismo”. Muitas pessoas acreditam que a exposição a variações de temperatura, como mexer com água quente e água fria ou sair de ambientes aquecidos para o frio, causa “reumatismo”.
A verdade é que nem o frio nem a exposição a variações de temperatura causam “reumatismo”.

O inverno em Toronto é rigoroso. Temperaturas de -10°C são comuns e já foram observadas quedas até -20 e -30°C, com neve e ventos fortes. Para enfrentar o rigor do frio, a cidade foi adaptada de maneira que todos os ambientes públicos (estações de trem e metrô, ônibus, edifícios comerciais e sede de órgãos públicos, etc) são aquecidos artificialmente. Além disso, um sistema de túneis e galerias interligando diversos edifícios comerciais e públicos com algumas estações de trem e de metrô estende-se por mais de 20 km lineares sob o centro de Toronto. Esse sistema, chamado de PATH, tem temperatura ambiente agradável, pois também é aquecido artificialmente, contrastando acentuadamente com o frio intenso do exterior. O PATH parece um gigantesco. shopping center, cheio de lojas, restaurantes, lanchonetes, bancos, clínicas e consultórios médicos e odontológicos, repartições públicas, etc. Graças à existência dessa estrutura, os habitantes de Toronto podem manter no inverno, com conforto, as mesmas atividades comerciais que realizam nas épocas mais quentes do ano. Mas ninguém mora no PATH; o sistema só funciona no horário especificado para o comércio. Para sair de casa e chegar até o sistema de transporte público, a maioria dos habitantes de Toronto precisa se expor ao frio rigoroso. Para andar nas ruas, é preciso expor-se ao frio. Ao sair da rua e entrar no PATH, é preciso enfrentar a mudança brusca de temperatura do frio intenso para o ambiente aquecido e, na volta, do ambiente aquecido para o frio intenso.

medications-342462_640_20160426113034478_20160429103944858

Com população de aproximadamente 7 milhões e pelo grande número de imigrantes da China, da Índia, de países da Europa, do Oriente Médio e da América do Sul que vivem em Toronto e são submetidos às mesmas condições climáticas, os 40 anos de existência do PATH podem ser vistos como um estudo gigantesco, em escala planetária, cujas observações fornecem dados de valor científico e, se o frio e a exposição alternada a ambientes quentes e frios fossem capazes de causar “reumatismo”, isso teria sido observado em Toronto.

No entanto a quantidade de pessoas com doenças reumáticas em Toronto é igual ao que se observa em outras partes do mundo, inclusive em países tropicais.

O frio, assim como o calor, não causa “reumatismo”.

Mas, apesar de o frio não causar “reumatismo”, as pessoas continuam acreditando nesse mito.

A realidade do frio

Com o frio nossos músculos se contraem para produzir calor e manter a temperatura corporal em torno de 37°C, com essa contração tenciona os tendões e êntesis inflamadas provocando mais dor, porém esse mecanismo não interfere na doença reumática piorando seu estado, apenas aumenta a sensação de dor, o frio também piora a rigidez matinal, dói para levantar da cama e dar os primeiros passos, dói para colocar as mãos em água fria, o frio nos deixa inertes debaixo da coberta esperando a “dor passar”.

Durante o inverno, praticamente dobra o número de atendimento a pessoas com dores musculares. São indivíduos que chegam ao pronto socorro se queixando de desconforto no pescoço, nas pernas e nas costas. Isso acontece porque nos dias frios há uma tendência maior a contrair os músculos do corpo, se encolher e se movimentar menos, o que causa maior rigidez muscular.

Dicas

— Procure sempre se movimentar, pois isso estimula a produção de líquido sinovial, responsável pela lubrificação das articulações

— Mantenha o corpo aquecido, em especial as extremidades e o pescoço, pois ficar contraído pode causar torcicolo e provocar contraturas musculares.

— Exercite-se. Muitas pessoas desistem de praticar exercícios físicos nessa época do ano, mas aquecimento e alongamento são fundamentais neste período porque a musculatura fica mais contraída e a incidência de lesões é maior. Além disso, o alongamento ativa a circulação e diminui o frio. O ideal é alongar antes e depois dos exercícios ou duas vezes ao dia, ao acordar pela manhã e à noite.

— Se a dor for frequente, fale com seu médico. Ele pode indicar um anti-inflamatório, um relaxante muscular e, em alguns casos, um tratamento com RPG (reeducação postural global) e fisioterapia.

— Aposte nos chás termogênicos para se aquecer e evite comidas cruas, bebidas geladas e laticínios. Sopas e caldos também são indicados, mas cuidado com o excesso de calorias.

Sejam bem vindos!