Musculação e Espondilite Anquilosante

0
2829
Exercício moderado é recomendado para melhorar sua saúde e bem-estar  é seguro para quase todos. No entanto, a espondilite anquilosante (EA) pode às vezes afetar o coração ou os pulmões e causar condições que possam ser agravadas pelo exercício. Por esta razão,  recomendo que você consulte seu médico antes de iniciar um programa de  atividade física.
Isto é muito importante se:
Você já sabe que tem uma condição médica, particularmente se ela pode afetar seu coração ou, causar falta de ar, tontura, já desmaiou ou perdeu a  consciência, se toma medicação, se tem pressão alta ou baixa, se a EA  está afetando suas articulações, especialmente as articulações das pernas, causando inchaço, dor, se tem mais de 40 anos.
É claro que a maioria das pessoas com EA está em contato constante com seu reumatologista e o mesmo o aconselha a prática de atividades físicas.
Se tiver quaisquer sintomas inexplicáveis durante o exercício, tais como dor no peito, palpitações, falta de ar inesperada, tonturas, desmaios ou perder a consciência, por favor, pare e consulte um médico imediatamente.
Alguns professores de educação física poderá não ter ouvido falar de espondilite anquilosante e pode não entender como isso afeta você. Tire um tempo para explicar a sua condição.
Não exagere.
Mantenha-se dentro de seus limites. Muitas vezes, diferentes marcas de equipamentos da academia  são configurados de forma ligeiramente diferente. Não exagere você terá dias bons e ruins, onde você será capaz de fazer um pouco mais ou um pouco menos, pela manhã pode não ser uma boa hora para treinar já que poderá ter rigidez matinal. Não se preocupe se você ter algumas dores durante o treino ou até 24h após o treino é a dor muscular tardia (DMT). Se você tiver dores leves ou dores que não alivia após os exercícios, alongue-se.
Foco no fortalecimento de grupos musculares extensores (músculos da parte de trás do corpo – parte inferior das costas, tronco, ombros e glúteos). Priorize  treino de resistência muscular, baixos pesos e muitas repetições – lembre-se que você está tentando melhorar a mobilidade ganhar força  de maneira saudável. Você não está treinando para uma competição de levantamento de peso. Mantenha  uma boa postura em todos os seus exercícios, você pode não notar grandes mudanças em sua aparência, mas lembre-se os exercícios são para ajudá-lo a ter saúde, manter a mobilidade e para ajudar a manter uma boa postura. Lembre-se que você precisa fazer treino de fortalecimento, exercícios aeróbicos e alongamento.
Antes do treino aquecer é obrigatório, alongamentos após o treino.
Introdução
O exercício é muito útil na EA, reduz a dor e rigidez, melhora a postura e bem-estar. No longo prazo, ele pode ajudar a sua coluna manter a  mobilidade. É por isso que o exercício geralmente é recomendado como parte do tratamento da EA  por reumatologistas e fisioterapeutas, e também por aqueles que têm EA e já os faz. No entanto, embora muitas pessoas com EA já ouviu falar sobre os benefícios do exercício, muitos não faz regularmente.
Aquecimento
O aquecimento é um curto período de exercício suave que prepara o corpo para exercícios mais vigorosos e ajuda a prevenir lesões. Você deve iniciar cada sessão de atividade  com um aquecimento que dura cerca de 5 minutos.
Cardiovascular/aeróbio
exercício aeróbico regular é extremamente bom para a sua saúde geral e melhora o condicionamento cardiovascular. Ele reduz a pressão arterial e ajuda a prevenir doenças cardíacas e AVC/AVE. Exemplos bem conhecidos de exercícios aeróbicos incluem caminhada, corrida pedalada ou natação, mas qualquer atividade que você pode fazer por um período prolongado e faz você aumentar a frequência cardíaca é aeróbica. Recomendo que você faça 30 minutos de exercício aeróbico 5 vezes por semana. Lembre-se que ele só precisa ser vigorosa o suficiente para torná-lo difícil falar e manter o exercício; ele não precisa ser desgastante. Passeio rápido é um bom exemplo de exercício aeróbico. Para maior comodidade, você pode dividi-lo em segmentos de 10 minutos ou mais.
Exercícios de Força
Exercícios de força exigem os músculos para vencer a resistência dos pesos, elásticos ou às vezes apenas o peso do próprio corpo. Os músculos tornam-se mais forte nos dias após uma sessão de treino eles se reconstituem. Os músculos das costas, ombros e quadris fortes protegem a coluna. O treinamento de força é uma parte importante para  melhorar o seu estado. Também é bom para a saúde geral, queimando calorias  pode prevenir algumas condições médicas, como diabetes. Uma sessão de treinamento de peso é composto de séries e as séries de repetições. Geralmente, há um descanso entre cada série para permitir o músculo se recuperar. A quantidade de peso faz uma diferença importante para o efeito sobre os músculos. Mais peso e menos repetições vai aumentar a força absoluta hipertofiando (ganho de massa muscular) enquanto pouco peso e mais repetições  irá melhorar a força e resistência. Deve haver pelo menos 48 horas entre cada sessão para permitir que o músculo se recupere reconstituindo-se ou não irá funcionar. Sugiro 2 ou 3 sessões de peso por semana com pelo menos um dia entre cada.
Isometria
A isometria muscular consiste em exercícios voltados para a contração de um determinado músculo ou um grupo. É um método comprovado de exercícios que podem ajudar na construção muscular e aumento de força, é quando não há repetições o ângulo articular permanece o mesmo, estende a articulação para o movimento e segura por 30 segundos, relaxa e inicia novamente por 3 ou 4 vezes. Recomenda-se não prender a respiração durante os exercícios de força com isometria muscular, pois essa é uma das formas de contribuir para o aumento da pressão arterial. A respiração correta é fundamental para a realização da isometria muscular. Entretanto, o treinamento isométrico tem mostrado resultados positivos na redução da pressão arterial quando feito em uma base regular.

 

Professor Samuel Oliveira
CREF 077530G/SP

Sejam bem vindos!