Espondiloartrite e remissão, o que há de novo?

alt=
Espondiloartrite e remissão, o que há de novo? (foto reprodução Evelin Goldenberg)

Espondiloartrite e remissão, o que há de novo?O maior congresso mundial de reumatologia, EULAR 2021 discutiu sobre novidades na área. 

Espondiloartrite e remissão, o que há de novo?

Espondiloartrite e remissão, o que há de novo? Continuando o tema sobre as novidades apresentadas no EULAR 2021 com relação às Espondiloartrites, outra palestra focou em apresentar estratégias para remissão precoce e de longo prazo da doença.

📌 O estudo apresentado fala de tratamentos que abordam a remissão da doença, mas além das articulações, levando em consideração a saúde mental e condição social e econômica dos pacientes.

De acordo com a apresentação, as estratégias para a doença entrar em remissão devem levar em consideração:

🔍Um diagnóstico correto de doenças que possoam estar associadas, mas de forma encoberta, como demais dores inflamatórias nas articulações periféricas, bem como como uveíte, psoríase, Doença de Crohn/colite etc.

🔍 É importante que o médico consiga fazer uma estimativa correta da ligação entre os sinais e sintomas (embora sugestivos) e a fisiopatologia inflamatória destas outras doenças

🔍 Optar por tratamento de outro fator modificável

🔍 E escolher um entre diversos medicamentos biológicos disponíveis

alt="Espondiloartrite e remissão"
Espondiloartrite e remissão, o que há de novo? (foto reprodução Evelin Goldenberg)

📌 Além disso, a pesquisa aponta também para como a depressão e ansiedade podem reduzir a probabilidade de remissão articular. Elas devem ser levadas em consideração individualmente com cada paciente ao se definir uma meta de tratamento

📌 As comorbidades são comuns nos pacientes com espondiloartrite axial. Entre as mais presentes estão a hipertensão e depressão. É imprescindível que o tratamento leve em conta essas doenças para não agravar o quadro da espondiloartrite ou possível piora do quadro geral do paciente.

#EULAR2021 #EULAR #espondiloartrite #reumatologia #draevelingoldenberg #reumatismoemfoco

Fonte: Dra Evelin Goldenberg 

Comentários

Comentários

Sejam bem vindos!