Espondilite e Cannabis (CBD)

Espondilite e Cannabis (CBD) – Os estudos que relacionam o uso da cannabis, mais propriamente dito os canabinoides (CBD) derivados da maconha no tratamento da espondilite anquilosante (EA), infelizmente ainda são poucos e o que temos de concreto está relacionado ao tratamento da dor crônica causada pela EA.

Espondilite Anquilosante -EA- (do grego angkylos erregicimento e spondylos coluna) é uma doença inflamatória de causa desconhecida, caracterizada pela inflamação das articulações vertebrais e das estruturas adjacentes, levando à fusão óssea progressiva ascendente. As articulações periféricas comprometem-se menos frequentes.

O quadro clínico é diferente dependendo do gênero. Nos homens, o comprometimento da coluna que consiste em rigidez, é comum.

Nas mulheres existe mais artrite periférica e a rigidez da coluna vertebral é menos aparente. Nas mulheres pode ser confundida com um quadro de artrite reumatóide com fator reumatóide negativo no qual também não há nódulos subcutâneos.

Na patogênese da espondilite anquilosante fatores genéticos e ambientais estão envolvidos. A taxa de concordância entre gêmeos é de 50%.
alt="Espondilite e Cannabis"
Espondilite e Cannabis (maconha medicinal)

Espondilite e Cannabis (CBD)

Espondilite e Cannabis (CBD): Os relatórios indicam que os canabinóides, como o CBD, contêm propriedades anti-inflamatórias; esses atributos impedem a produção de citocinas, iniciam a apoptose, limitam a proliferação celular e fortalecem as células T reguladoras [66]Outros estudos demonstram como o CBD alivia a rigidez nas articulações e alivia a tensão muscular durante os episódios de dor crônica; também promove a tranquilidade e o sono em oposição à inquietação por causa da dor [67]. Ensaios clínicos também provam que a aplicação transdérmica de CBD tópico trata eficientemente a inflamação artrítica e a dor através da absorção da pele [68].
alt="Espondilite e Cannabis"
Espondilite e Cannabis

Espondilite e Cannabis: Desenvolvimentos de Casos

Em testes recentes, os resultados mostraram uma redução na progressão inflamatória com apenas uma dose diária de 5 mg de CBD porque a estimulação do sistema endocanabinoide gerencia as vias celulares do corpo em resposta à dor causada pela inflamação [67]. Outras pesquisas concluem que a aplicação local de CBD em uma área inflamada proporciona alta concentração de canabinóides, o que oferece alívio curativo contínuo sem efeitos colaterais [68].

Fonte: CBD MD

Comentários

Comentários

Sejam bem vindos!