Espondilite Anquilosante e DPOC

Espondilite Anquilosante e DPOC (Doença Pulmonar, Obstrutiva Crônica)Estudo populacional israelense, mostra que o paciente com espondilite anquilosante (EA) tem um risco aumentado em relação a população sem essa condição no desenvolvimento de DPOC. 

Espondilite Anquilosante e DPOC (Doença pulmonar, obstrutiva crônica)

Espondilite Anquilosante e DPOC: O tabagismo aumenta consideravelmente a possibilidade de desenvolvimento de DPOC na população, também é fator de mal prognóstico nos pacientes com EA, assim sendo o paciente com EA deve evitar esse vício ou parar imediatamente caso queria ter mais qualidade de vida.

Aqui mesmo já publicamos outros artigos que mostra um pior prognóstico para fumantes com EA, pior controle da dor e pior desenvolvimento da doença.

Os pacientes com espondilite anquilosante são mais propensos a desenvolver uma doença pulmonar conhecida como doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) em comparação com o resto da população, de acordo com pesquisadores.

O pulmão também e um dos órgãos que podem ser afetados pela Espondilite causando fibrose pulmonar (endurecimento do pulmão dificultando a absorção de oxigênio e a expansibilidade).

alt="Espondilite e DPOC"

No estudo Espondilite e DPOC,A ligação entre a DPOC e espondilite anquilosante: Um estudo de base populacional“, foi publicado no European Journal of Internal Medicine .

A espondilite anquilosante (EA) é uma condição inflamatória crônica que geralmente afeta as articulações. Mas a doença também afeta áreas fora das articulações e pode até levar ao desenvolvimento de doenças pulmonares.

Evidências recentes sugerem que há uma base autoimune subjacente para o desenvolvimento de doença pulmonar obstrutiva crônica. Mas apenas alguns estudos investigaram a ligação entre a espondilite e a DPOC.

Pesquisadores israelenses realizaram um estudo transversal de base populacional usando a maior base de dados de registros médicos em Israel para identificar uma associação entre esses dois distúrbios. Os dados coletados no banco de dados incluíram idade, sexo, status socioeconômico e tabagismo.

Registros de 4.076 pacientes com espondilite anquilosante, juntamente com 20.290 indivíduos pareados por idade e sexo (usados ​​como controles), foram analisados.

A proporção de pacientes com DPOC foi significativamente maior (46%) em pacientes com espondilite anquilosante do que na população controle (11%).

Esse resultado foi significativo mesmo após levar em consideração idade, sexo e tabagismo, fatores de risco conhecidos para doença pulmonar obstrutiva crônica. Usando análises estatísticas, os pesquisadores determinaram que pacientes com espondilite anquilosante tinham 1,2 vezes mais chances de desenvolver DPOC do que os controles.

“Nosso estudo suporta uma associação entre EA e DPOC, ampliando ainda mais a ligação entre a DPOC e doenças autoimunes”, escreveram os pesquisadores.

Embora houvesse taxas mais altas de fumantes – um fator de risco significativo para a DPOC – no grupo espondilite anquilosante do que no grupo controle, o EA demonstrou ser um fator de risco independente associado à doença pulmonar obstrutiva crônica.

Ainda não está claro se o tabagismo é um fator de risco para o desenvolvimento de espondilite anquilosante, mas tem sido associado a piores desfechos em pacientes com esta doença. O tabagismo também tem sido associado ao desenvolvimento de doenças autoimunes.

“Este achado destaca a importância da cessação do tabagismo em pacientes com EA e levanta a questão de se o rastreamento da DPOC pode ser nnecessários”, escreveram os pesquisadores.

Fonte: Espondilite News

Comentários

Comentários

Sejam bem vindos!