Doença autoimune e tatuagem

alt=
Foto reprodução: Dr. Izaias Junior - Reumatologista - Doença autoimune e tatuagem

Doença autoimune e tatuagem – Não há uma resposta única, sim ou não, cada caso deve ser analisado individualmente, e as vezes médicos diferentes darão respostas diferentes. 

Doença autoimune e tatuagem 

Doença autoimune e tatuagem: podemos fazer tatooagem? O Reumatologista Dr. Izaias Junior responde – “Desculpe desapontar os que aqui chegaram, mas a resposta direta é: Não sabemos.” 

Primeiro é preciso entender o seguinte: cada doença autoimune tem suas características. Elas não são uma coisa só, portanto não existe uma recomendação que funciona para todo mundo.

Quem tem Lúpus precisa tomar cuidado com certas coisas que para quem Artrite Reumatoide não são tão importantes assim.

Já para Espondilite Anquilosante a resposta complica ainda mais, já que 30% desses pacientes a doença pode afetar a pele com psoríase.

Outro ponto: “existe um risco teórico do paciente autoimune desenvolver algum tipo de resposta imunológica anormal ao ser exposto à uma substância estranha, como por exemplo a tintura usada na tatuagem, já que ele tem um sistema imunológico mais responsivo, digamos assim, que o da maioria das pessoas.” Afirma o reumatologista.

Mas, como eu disse: é um risco teórico. Não dá pra saber na prática.

alt="Doença autoimune e tatuagem"
Foto reprodução: Dr. Izaias Junior – Reumatologista – Doença autoimune e tatuagem

Ele explica: “Para sabermos qual a chance de ter uma complicação, ou quais fatores de risco que predizem uma complicação após uma tatuagem, é preciso de um estudo desenhado para esta finalidade. E ninguém se atreveu a recrutar um monte de pessoas autoimune, dividir em 2 grupos, tatuar um dos grupos, e depois comparar com o grupo que não foi tatuado. Não preciso nem explicar por que não dá para fazer um estudo desses né? kkkkk😅”

Então, sempre que perguntam sobre tatuagem, antes de recomendar ou não, leve em consideração alguns fatores:

– A fisiopatologia da doença

– O quão grave seria uma possível reativação da doença

– O grau de acometimento da pele

– E, claro, o quanto a pessoa deseja ter uma tatuagem.

Preciso nem dizer que uma recomendação dessas só pode ser feita em consultório durante consulta né?

E para finalizar: a decisão é do paciente. Ao médico cabe fornecer informações para que o paciente tome a decisão dele.

Se você quiser contrariar uma orientação médica, apenas certifique-se de que está disposto a arcar com as eventuais consequências. 🤗

Dr. Izaias Junior – Reumatologista

CRM-MS: 7646

RQE: 6178

☎️067 3042 0198 | 99208-4813

Rua Raul Pires Barbosa, 1477, Campo Grande – MS

#REPOST Reumatologista Izaias Junior

Comentários

Comentários

Sejam bem vindos!