Dieta sem amido para Espondilite Anquilosante

3
1446
Espondilite Anquilosante Investigação Clínica (Ebringer Professor Alan), Departamento de Reumatologia da Escola UCH Middlesex Hospital de Medicina e Infecção e Imunidade Group, da Divisão de Ciências da Vida, Kings College, London, UK
Londres o “EA” dieta do Amido e Fécula, dieta rica em proteínas para pacientes com espondilite anquilosante. Pensa-se que em alguns casos, uma dieta pobre em amido encontrados em produtos de farinha e batata, e rica em proteínas e vegetais é benéfica para os pacientes.
A espondilite anquilosante é considerada uma forma de “artrite reativa” na sequência de uma infecção do íleo terminal e cólon ascendente pelo micróbio do intestino Klebsiella. A Klebsiella em pacientes com EA já foram relatados em 17 diferentes países: Inglaterra, Finlândia, Alemanha, Suécia, Holanda, Escócia, Espanha, Bélgica, Eslováquia, Japão, China, Austrália, Canadá, E.U.A., México, Argentina e Turquia.
Mais de 95% dos pacientes com EA possui o antígeno HLA-B27  presente, e em apenas 8% da população geral ele está presente.  O Klebsiella  assemelham às moléculas HLA-B27.
Além disso, a molécula da pululanase Klebsiella se assemelha  com colágeno tipo I encontrado em tendões e ossos, e também com colágeno tipo IV encontrado na membrana basal da retina e úvea, explicando assim as inflamações nesses órgão associados a EA.
Quando se come grandes quantidades de alimentos ricos em amido (pão, batata, pães e massas), o Klebsiella alimentam-se, e se multiplicam e, em seguida, o sistema imunológico do paciente produz anticorpos contra o microorganismo e alguns destes anticorpos também têm atividade contra o HLA-B27 e contra colágenos da coluna vertebral e úvea, agindo assim contra esses tecidos,  – daí a necessidade de se abster de tais alimentos.
Desde o mesentério o intestino está ligado à frente da coluna lombar, é possível  que a dor nas costas na região lombar seja uma característica de EA.
Uma maneira simples de reduzir esta inflamação é reduzir a ingestão diária de alimentos com amido. No entanto, consulte seu médico antes de ir para a dieta. Segundo o estudo, quanto maior a ingestão de alimentos ricos em amido, maior a atividade inflamatória. O melhor é comer uma proteína e muito mais vegetais. No entanto, se a EA está inativa. A dieta pode ser menos rigidamente seguida. Essencialmente, isso significa REDUZIR Pão, batatas, bolos e massas e AUMENTAR o consumo de carne, peixe, frutas e legumes. (lembre que uma alimentação rica em proteínas pode sobrecarregar os rins, já sobrecarregados por medicamentos)
images_20160131124900376Referências:
1. Ebringer e Wilson C. O uso de uma dieta de baixo amido no tratamento de pacientes portadores de espondilite anquilosante. Clinical Rheumatology 1996; 15 Suppl. 1, 61-65.
2. Ebringer A. A espondilite anquilosante é causada pela Klebsiella. Clínica de Doenças Reumáticas da América do Norte, 1992 1/105-121
REDUZIR O SEGUINTE:
Pão e produtos de farinha: Pão (branco, marrom, integrais, etc) em quantidades muito limitadas.
Torradas, biscoitos cream crakers, etc. Bolos, pudins e tortas. Massas, macarrão, aletria, pizzas, chappati, pão pitta, pipoca.
Arroz Batatas, batatas fritas, assadas, cozidas,  ou purê de batatas, deve ser evitado.
AUMENTO DO SEGUINTE:
Proteínas, VEGEATAIS e frutas:
1- Carnes
Carne de boi, porco, bacon, patê,  e vitela. Frango, peru, pato ou qualquer outras carnes de aves.
Peixes
Bacalhau, arinca, solha, Linguado, arenque, salmão, cavala, atum, sardinha fresca ou enlatada em óleo, salmoura ou tomate.
Marisco: caranguejo, lagosta, camarão, lagosta, amêijoa, mexilhão, ostra.
2- Leite e produtos lácteos
3- Ovos. Preparado de qualquer forma.
4- Legumes
Todos os vegetais verdes, repolho, couve-flor, couve, cogumelos, espinafre, brócolis ou cenouras etc.
5- Frutas. Todos os tipos de frutas.
Ingestão normal APENAS: gorduras e dos açúcares.
Não existem restrições à bebidas ou ESPECIARIAS (Pimenta, sal ou ervas)
Medical Disclaimer
As informações fornecidas no blog não deve ser interpretado como um conselho médico .. Na gravidez, uma dieta baixa em carboidratos é potencialmente prejudicial para o desenvolvimento fetal. Somente seu médico pessoal ou um especialista pode fazer as melhores sugestões sobre sua saúde e tratamento. Todos precisam de uma dieta que atenda às suas necessidades nutricionais, em caso de dúvida consulte um nutricionista qualificado. Este blog e seus membros não são legalmente responsáveis pelo conteúdo, informações ou opiniões nele expressas.

3 Comentários

  1. Você é especialista em Hipertrofia, nutrição e suplementação, emagrecimento, prescrição de treinamento para grupos especiais por qual universidade? Vi seu curriculo lattes e você é bem dizer recém-formado. Adorei seu blog e acho muito importante a veiculação de informação e conhecimento. Abraços

Sejam bem vindos!