Dicas para quem voltará a estudar

0
348

Para quem convive com uma doença crônica a hora de dormir é um momento de pensamentos conflitantes, planos a serem realizados e muitos medos a serem superados, a conclusão do ensino fundamental, médio, a faculdade,  pós-graduação, mestrado, doutorado ou uma nova faculdade. A seguir algumas dicas para quem tem uma doença crônica, seja espondilite anquilosante  (EA) ou qualquer outra doença.

Fale com seus professores. É muito importante ter uma comunicação aberta com seus professores sobre sua deficiência, doença ou limitação. Não quero dizer que você tem que entrar em detalhes e revelar o tudo sobre seu estado, mas você precisa informá-los que você tem uma doença/deficiência que pode resultar em faltas em algumas aulas, nem sempre será capaz de atender prazos, etc A maioria dos professores que eu convivi firam muito compreensivos e dispostos a me ajudar da melhor maneira possível … o que me leva ao próximo ponto!

Utilize os recursos disponíveis para estudantes com deficiência. Isto literalmente pode ser muito importante. Sem recursos de acessibilidade na minha universidade, eu não conhecia esses direitos e foi um martírio subir três andares de escadas e muitas vezes de muletas. Muitas vezes, as escolas terão programas para estudantes com doenças crônicas ou deficiências, onde os alunos podem receber uma série de acomodações para melhor desfrutar da instituição.

Descubra a estrutura de acessibilidade dependendo do seu transporte. Se vai de transporte próprio descubra o estacionamento, peça uma vaga do qual terá uma menor distância para deslocar até sua sala de aula. Se for de transporte público descubra a parada mais próxima, se necessário peça ao motorista para descer fora do ponto no local mais próximo.

Leve alimento e água. Isso será muito importante se tiver que ficar muito tempo em sala de aula, pois nem sempre bebedouros e lanchonetes são próximos a sala de aula, ou mesmo terá filas para comprar algo, se necessário peça por atendimento preferencial.

Se possível faça curso a distância. O diploma de um curso ou faculdade a distância tem o mesmo valor que uma faculdade/curso presencial, ou semi-presencial.

Se necessário estude em casa. Procure a coordenação de curso munido de laudos médicos e informação sobre seu estado, nem sempre apenas o estado físico deve sempre levado em consideração mas todo um conjunto de fatores associados, e peça mesmo que judicial para fazer tarefas em casa, trabalhos, estudos etc.

Faça o possível para continuar. É fantástico que você esteja indo à escola mesmo quando doente e sofrendo com uma ou mais doenças crônicas. Ir para a escola é uma grande realização, e você deve estar orgulhoso de si mesmo por tentar por batalhar. Tenha contatos de colegas, professores e se necessário utilize-os

“Ter uma doença crônica não é o fim, é apenas o começo de uma longa batalha”.

Sejam bem vindos!