Corrida e Espondilite Anquilosante

alt=

Corrida e Espondilite Anquilosante -A corrida pode não ser uma atividade física para todos com espondilite anquilosante. O alto impacto deste exercício pode causar sobrecarga extra nas articulações das pernas e na coluna vertebral.

Corrida e Espondilite Anquilosante

Muitas pessoas não só têm benefícios das corridas, mas claramente desenvolvem uma paixão por correr! Se você deseja correr mesmo com EA estas são as nossas principais dicas:

1. Converse com seu fisioterapeuta e obtenha um treinamento que seja personalizado para você. Se você estiver participando de uma academia ou de tem treinador pessoal, não se esqueça de passar esta informação para quem está ajudando com seu treinamento.

2. Compre os melhores tênis que você pode pagar e certifique-se de substituí-los regularmente. Não importa se você é profissional ou simplesmente quer ser mais ativo, bons tênis podem fazer um muita diferença, especialmente se você está convivendo com EA. Aqui está uma lista dos melhores sapatos de corrida de 2017.

3. Comece devagar. O programa NHS Couch to 5k oferece excelentes conselhos sobre como começar a correr e o motiva em direção a um objetivo específico!

4. Pense em correr em superfícies mais suaves ao invés do concreto.

5. Pré-planeje sua corrida usando uma ferramenta como Map My Run para que você evite exagerar. Também é ótimo para ajudá-lo a rastrear seu progresso e ajuda com o ritmo adequado de seus exercícios. Dê uma olhada nesta lista dos melhores aplicativos em execução em 2017.

6. Ouça seu corpo e reduza seu treinamento se você estiver com dores. Não faz sentido forçar a si mesmo e levar seu corpo ao limite, se isso levar a semanas de sofrimento e sem exercícios.

7. Pense em andar ou correr em uma piscina para treino regenerativo. A água não só pode ajudá-lo a fortalecer seus músculos através da resistência, mas também reduz o estresse nas articulações.

8. Evite usar uma esteira para correr, pois tende a encorajar a uma “velocidade acima de seu limite” que pode ser prejudicial.

9. Se você usar uma esteira, tente caminhar em em vez de correr.

10. Não se concentre apenas em correr. Tente incluir uma variedade de exercícios diferentes em seu regime diário, incluindo alongamento, yoga, pilates, natação ou ciclismo.

Correr não para você?

A corrida certamente não serve a todos. Você pode ter mais dores, é doloroso ou simplesmente não é algo que você gosta.

Para se beneficiar do potencial efeito anti-inflamatório do exercício, você precisa garantir que você esteja exercitando-se pelo menos por 20 minutos por dia, 5 vezes por semana. Você pode preferir caminhar, nadar, andar de bicicleta ou outra coisa diferente.

Trata-se de encontrar uma forma de exercício que você ame, que possa se encaixar em sua vida diária e que beneficie o convívio com a EA, em vez de piorar seus sintomas.

Fonte: NASS

Comentários

Comentários

Sejam bem vindos!