Como cúrcuma pode tratar a dor da artrite e inflamação

A cúrcuma, uma raiz da planta que dá uma cor amarela brilhante aos caril, foi usada por muito tempo para finalidades medicinais em Índia e em China. Agora, os ocidentais estão descobrindo seu uso na luta contra a dor e inflamação no corpo. (No Brasil principalmente nordeste a cúrcuma é muito utilizada é conhecida como “açafrão” ou açafrão da terra).

As propriedades anti-inflamatórias da cúrcuma pode ser especialmente útil para aqueles com artrite. Isto inclui tanto a artrite degenerativa ( osteoartrite ) e artrite inflamatória (artrite reumatóide, espondilite anquilosante, artrite psoriática, ou outros).

Como usar açafrão (curcumina) em sua dieta

A cúrcuma é geralmente encontrada na raiz ou em pó (moído da raiz) e pode ser polvilhado em vegetais e arroz ou adicionado a sopas e chás. Você pode até beber chá de açafrão.

Leia mais: Dieta e espondilite anquilosante

No entanto, a curcumina – o composto ativo que representa grande parte dos benefícios à saúde na cúrcuma – só compõe de 3 a 5% de cúrcuma.

A fim de obter suficiente curcumina para seus benefícios para ser eficaz, muitos especialistas recomendam que as pessoas tomem suplementos de curcumina. Os defensores sugerem um suplemento diário de curcumina de 200 a 1000mg que contém 95% de curcuminóides.

Cuidados na utilização

A maioria das pessoas pode tomar com segurança suplementos de curcumina sem quaisquer efeitos secundários graves. Mas como quase todos os medicamentos ou suplementos, existem algumas pessoas que pode o poderá fazer.

Aqueles que devem evitar suplementos de curcumina  devido a potenciais efeitos negativos:

  • Mulheres grávidas ou que amamentam
  • Aqueles com deficiências de ferro
  • Aqueles que tomam medicamentos que podem interagir com curcumina, incluindo:
    • A sulfasalazina (às vezes prescrita para tratar a AR ou EA)
    • Anticoagulantes
    • Antiácidos
    • Medicamentos para Diabetes

Como sempre, você deve consultar o seu médico antes de começar a tomar um novo suplemento.

Fonte: Artritis Health 

 

Sejam bem vindos!