Cannabis no Tratamento de Doenças Reumáticas

alt=
Espondilite e Cannabis

Cannabis no Tratamento de Doenças Reumáticas – Há algum tempo o mundo tem discutido a legalização de uso recreativo e medicinal da cannabis, poucos estudos relacionados diretamente com as doenças reumáticas. 

Cannabis no Tratamento de Doenças Reumáticas 

Cannabis no Tratamento de Doenças Reumáticas: Sob o nome de doenças reumáticas estão agrupadas uma série de múltiplas doenças de origem diversa e gravidade variável que afetam os sistemas osteo-articulares e tendões musculares (espondiloartrite axial), e que se manifestam por dor, deformação progressiva e limitação funcional. Alguns deles também podem comprometer órgãos internos, como o coração e outras vísceras. Em relação à causa, em alguns deles o componente autoimune é de particular relevância, enquanto outros são secundários a outros tipos de processos degenerativos ou infecciosos.

Os sintomas e sinais mais comuns das articulações são:

  • Inflamação permanente ou aguda e dor crônica nas articulações (única ou múltipla)
  • Dificuldade na mobilização articular ao iniciar o movimento, e predominantemente pela manhã, o que melhora com o movimento
  • Limitação funcional articular
  • O tratamento convencional geralmente não é muito eficaz e tem múltiplos efeitos adversos devido à toxicidade de medicamentos em diferentes níveis: rim, digestivo, fígado, etc.

Efeitos da cannabis em doenças reumáticas 

O que caracteriza todas essas condições é a cronicidade, a presença de dor e o componente inflamatório. Os canabinóides têm um efeito anti-inflamatório e analgésico e, portanto, sua aplicação em todos esses processos.

alt="Cannabis no Tratamento de Doenças Reumáticas"
Cannabis no Tratamento de Doenças Reumáticas

Nesse sentido, o CBD, diferentemente dos imunossupressores convencionais, é capaz de reduzir a resposta imune contra o próprio corpo (autoimunidade) sem afetar a resposta a infecções ou processos tumorais. Além do alívio da dor e redução da inflamação, os canabinóides podem fornecer outros benefícios para o estado geral do paciente, melhorando a qualidade do sono, apetite, humor, enfim, a qualidade de vida.

Administração de canabinóides em doenças reumáticas

Recomenda-se que as vias de administração nessas patologias sejam de ação local e geral. Isso se traduz no uso de cremes ou loções para serem aplicados nos pontos dolorosos, adicionados à ingestão de óleos ou tinturas. Dessa forma, ao tratar os sintomas dolorosos e inflamatórios da doença reumática em geral e procurar influenciar uma modulação da autoimunidade, pode ser mais eficaz no alívio da dor.

Não se automedique, converse antes com seu reumatologista para em conjunto chegar a um acordo sobre uso ou não.

Fonte: Cannabinea

Comentários

Comentários

Sejam bem vindos!