Alimentação pode prevenir e controlar sintomas das artrites

2
474
Nutrição
Dieta mediterránea

A Alimentação pode prevenir e controlar sintomas das Artrites, alimentação adequada pode prevenir e controlar sintomas das artrites que incomodam milhares de pessoas. A nutricionista Karin Honorato explica, no G1 MG, que o segredo é consumir alimentos que contêm Ômega 3 e , por isso, têm poder anti-inflamatório. Karin cita como exemplo o salmão, a sardinha, semente de girassol, castanhas e nozes. Segundo a nutricionista, pessoas que sofrem com a artrite devem evitar laticínios e embutidos, açúcares e farinhas em excesso.

O professor acupunturista e fisioterapeuta Fernando Braga complementa as explicações da nutricionista com orientações da medicina oriental. Ele destacou, por exemplo, o valor do gengibre no combate às dores provocadas pelas artrites.

Tenho artrite! O que devo comer?

Alimentação pode prevenir e controlar sintomas das artrites

Artrite significa inflamação das articulações. Existem muitos tipos de artrite e as causas são muitas vezes desconhecidas e podem ser diversas: traumatismos, infecções, desregulação imunitária, ácido úrico elevado. Os sintomas conduzem a diminuição da qualidade de vida – dor, inchaço, rigidez, deformação e até dificuldade em realizar movimentos.

Independentemente da causa da sua artrite, a sua alimentação pode e deve ser anti-inflamatória!

Mantendo uma alimentação anti-inflamatória vai estar a contrariar as reacções que lhe causam a doença e pode sentir muitas diferenças!

Veja também: Espondilite e alimentação 

alt="Alimentação pode prevenir e controlar sintomas das Artrites"
Controle o tipo de gorduras que consome – estas influenciam e muito a inflamação. Deve existir um equilíbrio entre as gordurasómega 3 e ómega 6 que ingere pois excesso de ómega 6 potenciam a inflamação e os ómega 3 são anti-inflamatórios:  – Coma peixes gordos 2 vezes por semana, pelo seu teor nos ómega 3 EPA e DHA. Prefira peixe de captura selvagem e os mais pequenos, pois nos maiores há maior probabilidade de acumulação de mercúrio e outros tóxicos. São bons exemplos, sardinha, sarda, cavala, salmão;

– Coma todos os dias pelo menos uma vez, oleaginosas e sementes ao natural (sem sal e não fritas) – nozes, amêndoas, avelãs, cajus, pinhões, sementes de linhaça, sementes de abóbora, sementes de chia, etc;

– Boas opções para tornar pães e tostas mais apetitosos: pasta de amêndoa, pasta de noz, azeite, salmão fumado, pasta de azeitona;

– Elimine totalmente gorduras trans, margarinas e óleo de girassol/milho/soja. Esteja atento à lista de ingredientes, não compre nada com “gordura hidrogenada” ou “parcialmente hidrogenada”;

– Utilize sempre azeite para cozinhar (gordura monoinsaturada) ou óleo e amendoim. Como alternativa para temperar saladas pode usar por exemplo óleo de linhaça de primeira pressão a frio.

2 Comentários

Sejam bem vindos!