Posso substituir prednisona por prednisolona?

0
399

Posso substituir prednisona por prednisolona? Prednisona X Prednisolona

Pergunta de paciente: Posso substituir Prednisona pela Prednisolona? Quais as diferenças, se é que existem, entre elas?
Embora apresentem propriedades semelhantes em relação aos efeitos antinflamatórios e imunosupressores, estes dois fármacos apresentam algumas diferenças que devem ser conhecidas para orientação adequada aos clientes:
Ambas possuem ação intermediária, com duração de ação entre 12 a 36 horas. Apresentam idêntica capacidade retentora de sódio, sendo a Prednisolona um pouco superior na comparação em relação à potência anti-inflamatória quando comparados em doses equivalentes miligrama por miligrama.

Veja também: Tudo o que você precisa saber sobre corticoides 

Apresentam estrutura química quase idêntica, exceto que a prednisolona possui um hidrogênio a mais, ligado ao oxigênio de uma das cadeias da estrutura química.
A metabolização da Prednisona leva a formação da Prednisolona o que leva muitos profissionais a argumentarem que a prednisolona tem a vantagem de não depender deste metabolismo hepático. Ocorre que mesmo em hepatopatias encontrarem-se concentrações sanguíneas de prednisolona superiores a de pacientes normais, o que tem levado ao questionamento da pouca evidência da vantagem da prescrição da prednisolona em vez da Prednisona.
Por outro lado, trabalhos apontam que alguns indivíduos com disfunção hepática podem obter maior benefício com a prednisolona porque esta não requer biotransformação hepática. Como se vê, é um assunto que ainda não temos consenso.

Indicações da Prednisona e da Prednisolona

– Adjuvante em processos inflamatórios do sistema musculoesquelético;

– Processos alérgicos e adjuvante em anafilaxia;

– Adjuvante no tratamento da hanseníase;

– Adjuvante no tratamento de pneumonia pneumocística moderada ou grave;

– Adjuvante no tratamento com antineoplásico;

– Imunossupressão em doença autoimune;

– Asma grave persistente e asma aguda grave

Posso substituir prednisona por prednisolona? Reações Adversas da Prednisona e da Prednisolona

Em relação às reações adversas graves, podemos separá-las, embora as ações mais comuns atinjam ambos os corticoides. Para a prednisona, em relação a reações graves, temos a hiperglicemia, catarata, glaucoma, síndrome de Cushing e insuficiência adrenocortical primária. Quanto a prednisolona destaque para perfuração gastrointestinal, pancreatite, convulsão, insuficiência cardíaca congestiva, miopatia fármaco-induzida, cetoacidose diabética e doença de Cushing iatrogênica.
Destaca-se que embora a troca de prednisona por prednisolona seja tecnicamente adequada, como tais princípios ativos não são bioequivalentes e intercambiáveis (como ocorre entre medicamentos de referência e os respectivos genéricos), tal conduta requer nova prescrição (CFF).
Para encerrar, lembremos que são medicamentos da classe dos corticoides e podemos comparar a potência dos outros corticoides utilizando o cortisol como referência. O cortisol é um hormônio produzido naturalmente pelo nosso organismo e níveis normais são essenciais para a saúde. Apresenta várias ações no nosso corpo como o metabolismo da glicose, cicatrização, funções metabólicas do organismo, processos imunológicos, dentre outros. É também reconhecido como hormônio do estresse, aumentando a disponibilidade da glicose e energia, elevando a pressão arterial e prepara o organismo para reagir a situações de agressão ou medo. Como curiosidade, veja a potência dos corticoides mais conhecidos em comparação com o cortisol:
Hidrocortisona: Potência semelhante ao cortisol
Deflazacort: 3x mais potente que o cortisol
Prednisolona: 4-5x mais potente que o cortisol
Prednisona: 4-5x mais potente que o cortisol
Triancinolona: 5x mais potente que o cortisol
Metilprednisolona: 5-7,5x mais potente que o cortisol
Betametasona: 25-30x mais potente que o cortisol
Dexametasona: 25-30x mais potente que o cortisol

Sobre o Autor: Telmo Giani

Foto Curso Farmacologia OnlineTelmo Giani é Farmacêutico, Professor e Palestrante. Criou e desenvolve uma Metodologia Diferenciada de Estudo da Farmacologia. Fonte: Curso de atualização em farmacologia 

Sejam bem vindos!