Novos Estudos – Osteoporose, expansibilidade torácica e espondilite juvenil

alt=
EA e osteoporose

Osteoporose, expansibilidade torácica e espondilite juvenil – Prevalência e Fatores de Risco de Baixa Densidade mineral óssea em espondilite anquilosante juvenil. 

O que é Espondilite Anquilosante? 

[su_expand more_text=”Leia mais ” less_text=”Leia menos” height=”50″ more_icon=”icon: plus” less_icon=”icon: minus”]A espondilite anquilosante é um tipo de inflamação que afeta os tecidos conjuntivos, caracterizando-se pela inflamação das articulações da coluna, das grandes articulações, como; quadris, ombros e outras regiões. Embora não exista cura para a doença, o tratamento precoce e adequado consegue tratar os sintomas – inflamação e dor – estacionar a progressão da doença, manter a mobilidade das articulações acometidas, mantendo uma postura ereta. [/su_expand]

O que causa a Espondilite Anquilosante?

[su_expand more_text=”Leia mais ” less_text=”Leia menos” height=”50″ more_icon=”icon: plus” less_icon=”icon: minus”]

A causa é desconhecida. Os especialistas sabem que a doença é cerca de 300 vezes mais frequente, em pessoas que herdam um determinado grupo sanguíneo dos glóbulos brancos, quando comparadas com aquelas que não possuem esse marcador genético, denominado HLA-B27. Cerca de 90% dos pacientes brancos com espondilite anquilosante são HLA-B27 positivos. A teoria mais aceita é a de que a doença, possa ser desencadeada por uma infecção intestinal (saiba o que é microbiota Intestinal e a relação com a espondilite) naquelas pessoas geneticamente predispostas a desenvolvê-las, ou seja, portadoras do HLA-B27. A espondilite anquilosante não é transmitida por contágio ou por transfusão sanguínea.[/su_expand]

Osteoporose, expansibilidade torácica e espondilite juvenil

Este estudo foi publicado em Calcified Tissue Internacional. Os autores avaliaram a massa óssea de 112 crianças e adolescentes com espondilite anquilosante juvenil. Eles descobriram que os pacientes com início juvenil da EA são mais propensos a desenvolver osteoartrite  (osteoporose), e que esta baixa densidade mineral óssea pode ser relacionada com a atividade elevada da doença.

Este estudo foi publicado na Collegium Antropologicum. Ele olhou para a densidade mineral óssea (DMO), mobilidade da coluna vertebral e índice de expansão do tórax em 80 pacientes com EA. Eles descobriram que pacientes com EA e osteoporose na região lombar e do quadril tinha reduzido significativamente a expansão do tórax. Os autores sugerem que a osteoporose deve ser mais frequentemente monitorados em pacientes com EA.

[su_slider source=”category: 40″ link=”post” height=”600″]

Comentários

Comentários

Sejam bem vindos!