SUS deve disponibilizar secukinumabe para tratamento da espondilite

alt=
O SUS deve disponibilizar secukinumabe para tratamento da espondilite
O SUS deve disponibilizar secukinumabe para tratamento da espondiliteA Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (CONITEC) avaliou o secuquinumabe 150 mg e considerou que se trata de uma alternativa terapêutica segura, com a mesma eficácia que outros medicamentos biológicos já disponíveis e com um menor custo de tratamento.

O SUS deve disponibilizar secukinumabe para tratamento da espondilite

 
O Sistema Único de Saúde (SUS) disponibilizará em até 180 dias mais um medicamento para tratar a espondilite anquilosante, uma inflamação sistêmica crônica, de causa desconhecida, que afeta, principalmente as articulações da coluna vertebral: o secuquinumabe. A decisão de incorporar essa alternativa terapêutica foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 17 de janeiro.

alt="O SUS deve disponibilizar secukinumabe para tratamento da espondilite"

Além de afetar o crânio, coluna e tórax, a espondilite anquilosante pode prejudicar também as juntas dos ossos das extremidades, provocando dor e inchaço e cansaço nessas partes do corpo e perda de movimentos em algumas regiões da coluna. O tratamento recomendado no SUS se dá com o uso de anti-inflamatórios, terapias modificadoras da doença, acupuntura, fisioterapia, exercícios físicos e terapia ocupacional. O novo medicamento se destinará aos pacientes adultos que não obtiveram melhorias com o uso desse tratamento convencional.

O que é Espondilite Anquilosante? 

A espondilite anquilosante é um tipo de inflamação que afeta os tecidos conjuntivos, caracterizando-se pela inflamação das articulações da coluna, das grandes articulações, como; quadris, ombros e outras regiões. Embora não exista cura para a doença, o tratamento precoce e adequado consegue tratar os sintomas – inflamação e dor – estacionar a progressão da doença, manter a mobilidade das articulações acometidas, mantendo uma postura ereta.

O que causa a Espondilite Anquilosante?

A causa é desconhecida. Os especialistas sabem que a doença é cerca de 300 vezes mais frequente, em pessoas que herdam um determinado grupo sanguíneo dos glóbulos brancos, quando comparadas com aquelas que não possuem esse marcador genético, denominado HLA-B27. Cerca de 90% dos pacientes brancos com espondilite anquilosante são HLA-B27 positivos. A teoria mais aceita é a de que a doença, possa ser desencadeada por uma infecção intestinal (saiba o que é microbiota Intestinal e a relação com a espondilite) naquelas pessoas geneticamente predispostas a desenvolvê-las, ou seja, portadoras do HLA-B27. A espondilite anquilosante não é transmitida por contágio ou por transfusão sanguínea.

A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (CONITEC) avaliou o secuquinumabe 150 mg e considerou que se trata de uma alternativa terapêutica segura, com a mesma eficácia que outros medicamentos biológicos já disponíveis e com um menor custo de tratamento.
Conheça o relatório técnico da CONITEC com informações detalhadas sobre a recomendação de incorporação do secuquinumabe.

Leia mais sobre o assunto…

Comentários

Comentários

Sejam bem vindos!