Mulher morre após médicos afirmarem que ela “imaginava” as dores

0
1366
alt=
Michelle Ashby, de 43 anos no hospital

Mulher morre após médicos afirmarem que ela “imaginava” as doresQuantas vezes fomos “diagnosticados” por amigos, familiares  até médicos com “dores psicológicas?”

Mulher morre após médicos afirmarem que ela “imaginava” as dores

Infelizmente é muito comum para quem sofre com uma doença crônica, dolorosa e de difícil diagnóstico, quantas vezes também recebemos prescrição de chás, ervas, “remédios milagrosos”? Infelizmente não é com esses “diagnósticos e prescrições” que entraremos em remissão, “dor não sangra”.

Michelle Ashby, de 43 anos, do Reino Unido, era vítima de uma condição conhecida como Doença de Crohn.

Ela chegou a visitar, dentro de três anos, mais de 50 vezes um hospital reivindicando sentir muitas dores. Contudo, os médicos lhe disseram, que elas [as dores] eram psicológicas. Ashby morreu em janeiro do ano passado e a causa da morte, primeiramente, foi relatada como pneumonia, causada pela Doença.

alt="Mulher morre após médicos afirmarem que ela “imaginava” as dores"
Michelle Ashby, de 43 anos

Segundo o marido de Michelle, David Ashby, afirmando em um inquérito, os médicos do Hospital Medway Marine, acreditavam que a esposa estava imaginando a maioria das dores. Em uma ocasião, uma enfermeira chegou a ameaçar expulsá-la do hospital se ela não parasse de gritar.

Nenhum de nós esperava que isso acontecesse com ela. Não fomos informados de que sua condição apresentava risco à vida”, disse. “Em várias ocasiões me foi dito que a dor estava em sua cabeça e que ela estava imaginando tudo isso”. Michelle Ashby foi diagnosticada com a doença em 1992 e passou os últimos três anos fazendo visitas constantes ao hospital. Ela deixou três filhos, com idades de 24, 12 e 5 anos. Bem como quatro netos.

De acordo com a assistente de legista, Kate Thomas, o exame post-mortem revelou que ela morreu graças a uma falha múltipla dos órgãos, causadas por uma perfuração intestinal. “Se a mulher tivesse passado pela cirurgia, possivelmente o resultado tivesse sido diferente. Possivelmente, mas não provavelmente”, disse. “A cirurgia seria complexa, e poderiam haver complicações que prejudicariam sua qualidade de vida”, completou.

Fonte: Daily Mail [ Foto: Reprodução / Daily Mail ]

Comentários

Comentários

Sejam bem vindos!