Espondilite e modificação da flora intestinal

0
300

Espondilite e modificação da flora intestinal – Estudo sugere, mudança positiva na flora intestinal de quem consome bebida fermentada (feita com leite) kefir.

A microbiota, ou microbioma intestinal consiste em um complexo sistema de espécies de microrganismos que vivem no trato digestivo dos animais.

As atividades metabólicas desempenhadas por estas bactérias se assemelham aos de um órgão, levando alguns a comparar bactérias do intestino a um órgão “esquecido”.

Espondilite Anquilosante e interação com a microbiota intestinal

Estudo mostra que microbioma intestinal é cada vez mais implicado no desenvolvimento da espondilite,  e outras doenças conhecidas coletivamente como  espondilartrites.
Em entrevista no vídeo abaixo, Dr Percival Sampaio Barros, professor da USP, responsável pelo registro Nacional de Espondiloartrites, fala um pouco sobre essa interação.
Como é que a flora intestinal pode interferir no desenvolvimento da espondilite? “Está bem demonstrado que pacientes hla-b27 positivo, interagindo com algumas bactérias da flora intestinal, podem desenvolver a doença, e isso foi demonstrado nos modelos animais modificados geneticamente para b27, quando eles têm um ambiente livre de bactérias eles não desenvolvem as manifestações características da doença, então, nós chegamos a conclusão que o perfil bacteriano dos indivíduos com espondilite, vai interferir no desenvolvimento e evolução da doença.”

Para descobrir isso, o programa Trust Me, I’m a Doctor fez uma experiência na Escócia, na cidade de Inverness, com ajuda do serviço público de saúde local, 30 voluntários e cientistas de vários cantos do país.

Espondilite e modificação da flora intestinal 

Dividimos nossos voluntários em três grupos e, durante quatro semanas, pedimos a cada grupo para tentar uma abordagem diferente para melhorar a flora intestinal.

O primeiro grupo consumiu uma bebida probiótica comprada em supermercados. Estas bebidas geralmente, têm uma ou duas espécies de bactérias que podem sobreviver à passagem pelos ácidos de nosso estômago, e se instalar nos intestinos.

O segundo grupo tentou um bebida fermentada tradicional chamada kefir, que tem muitas bactérias e leveduras.

Já o terceiro grupo consumiu alimentos ricos em uma fibra prebiótica chamada inulina. Os prebióticos são substâncias que alimentam as boas bactérias, de nossos intestinos e a inulina pode ser encontrada na alcachofra-de-jerusalém, (raiz também conhecida como tupinambor), raíz de chicória, cebolas, alho e alho-poró.

alt=Espondilite e modificação da flora intestinal"
Alcachofra de Jerusalém

O grupo que consumiu a bebida probiótica teve uma pequena mudança em um tipo de bactéria que se sabe ser boa para manutenção do peso, a Lachnospiraceae. No entanto, esta mudança não teve importância estatística.

Mas os outros dois grupos apresentaram mudanças significativas. O grupo que consumiu alimentos ricos em fibra prebiótica, teve um aumento no tipo de bactéria boa para a saúde geral dos intestinos – resultado semelhante ao de outros estudos.

No entanto, a maior mudança ocorreu no grupo que consumiu a bebida fermentada (feita com leite) kefir.

Estes voluntários tiveram um aumento em uma família de bactérias chamada Lactobacillales. Sabemos que algumas destas bactérias são boas para a saúde geral do intestino, podem ajudar em problemas como diarreia e intolerância à lactose.

Então decidimos investigar mais os alimentos e bebidas fermentadas – queríamos saber no que estar de olho ao escolher produtos desse tipo.

Com a ajuda de Cotter e dos cientistas da Universidade de Roehampton, selecionamos várias bebidas fermentadas de supermercados ou farmácias, e bebidas fermentadas feitas em casa. Elas foram enviadas para testes em laboratórios.

Conclusão:

Os alimentos mais caseiros e produtos feitos com métodos mais tradicionais tinham uma variedade maior de bactérias, enquanto que alguns dos produtos comerciais tinham pouquíssimas bactérias.

“Tipicamente, as variedades comerciais passam por pasteurização depois do preparo para garantir sua segurança e aumentar o prazo de validade, o que pode matar as bactérias, e esse não é o caso com os produtos caseiros”, disse Cotter.

Então, se você quer usar alimentos fermentados para melhorar a saúde de seus intestinos, é melhor procurar por produtos que tenham sido feitos usando métodos tradicionais de preparo e processamento.

Outra boa dica é fazer os produtos você mesmo.

Fontes: BBC e SBR

Comentários

Comentários

Sejam bem vindos!