Esclerodermia

0
549

Esclerodermia é uma doença crônica rara, caracterizada pelo depósito excessivo de colágeno na pele ou outros órgãos. O tipo localizado da doença não costuma ser fatal.

Critérios para diagnóstico

Critérios de classificação de Esclerose Sistêmica

(Os critérios Associação Rheumatism americano preliminares para classificação de esclerose sistêmica (esclerodermia) Arthritis Rheum 1980, 23: 581-590 ..).
Diz-se que uma pessoa tem Esclerose Sistêmica se encontra o principal critério ou 2 ou mais critérios menores.

CRITÉRIOS PRINCIPAIS

• Esclerodermia proximal.
• Espessamento, retração e endurecimento simétrico da pele dos dedos e proximal às articulações pele metacarpofalangiana. As mudanças podem afetar a toda extremidade, face, pescoço e tronco (tórax e abdome).

Critérios menores.

1. Esclerodactilia. As mudanças acima listadas, mas limitada aos dedos.

2. Cicatrizes digitais ou perda de substância das almofadas dos dedos: Deprimido nas pontas dos dedos das mãos ou perda de tecido nas almofadas, como resultado de áreas de isquemia.

3. Fibrose pulmonar basal Bilateral. Padrão reticular de densidades lineares ou lineonodulares bilaterais, mais pronunciados nas porções basais de ambos os pulmões em uma rotina de estudo radiológico pode parecer malhada ou difusa pulmão “favo de mel”. Estas modificações não deverão ser atribuível à doença pulmonar primária.

SUB-ESP pela condição precoce da pele No primeiro ano de apresentação e diagnóstico. Você deve atender aos critérios da ARA (The Journal of Rheumatology 1988; 15: 6) ..
Os locais são mutuamente exclusivos. Evite conceito difuso, pois pode levar à confusão. Em vez disso, devemos dizer localização proximal difusa digitais + + tronco.

Fontes e Referências

HealthLine – www.healthline.com

UpToDate  – www.uptodate.com

Sejam bem vindos!