7 razões pelas quais o exercício é bom para o paciente com espondilite anquilosante

0
412
EA é exercícios
"Exercícios é uma das melhores opções de tratamento para Espondilite Anquilosante, mova-se"

“Exercícios é uma das melhores opções de tratamento para Espondilite Anquilosante, mova-se”

Tornou-se um mantra da boa saúde para todos, mas a atividade física é ainda mais importante se você tem espondilite anquilosante (EA). Medicação por si só não é suficiente para gerenciar a doença. “Para todas as formas de artrite, se você não ficar ativo, você se torna descondicionado e perde massa muscular, o que leva a uma menor suporte para as articulações, maior sobrecarga e aumento da dor”. Pessoas com qualquer tipo de artrite, incluindo EA, deve fazer o máximo de atividade física possível. Na sequência sete maneiras que o exercício pode ajudá-lo com sintomas da EA.

Ajuda a melhorar a postura

EA afeta as articulações da coluna vertebral, levando a dor crônica nas costas, e naturalmente a doença poderá te fazer curvar-se para frente. “Durante longo do tempo, você pode perder a sua postura. “A natação é um exercício excelente para manter uma boa postura. Deitar-se de bruços sobre uma superfície firme diariamente também pode ajudar, de acordo com a Associação Americana de Anquilosante (SAA).

Proporciona alívio da dor e melhora a qualidade de vida

A dor associada com a EA varia de leve a grave e é debilitante. Uma combinação de medicação e exercício pode ajudar com seu desconforto e melhorar o seu sono e qualidade de vida global. O exercício diário, como caminhar ou nadar, pode reduzir a dor e manter as articulações em móveis. Praticar yoga também pode ajudar, mostra estudos. As pessoas com artrite que praticaram yoga tiveram uma melhora de aproximadamente 20 por cento em sua dor, melhoraram nível de  humor, de acordo com um estudo publicado em Setembro de 2015 no Journal of Rheumatology .

Aumenta a flexibilidade e a amplitude de movimento

Um plano de exercício para EA é para evitar a rigidez a longo prazo e manter o seu pescoço e costas móveis. Quanto mais flexível você é e mais amplitude de movimento você tem, mais fácil é para você realizar movimentos diários como se vestir. Ser inativo, no entanto, poderia ter o efeito oposto. “A rigidez faz com que você evite se mover”. “Se você não se move, você perde flexibilidade.” Exercícios de amplitude de movimento, como dançar, podem ajudar a aliviar a rigidez e melhorar sua flexibilidade.

Melhora da força e aptidão física

A fadiga é um problema comum que enfrentam as pessoas com qualquer artrite. Estar cansado pode tornar mais difícil lidar com a dor e rigidez. Exercício pode ajudá-lo a superar a fadiga e aumentar a sua resistência, o que pode ajudar a tornar a sua rotina diária mais fácil de gerenciar. Exercícios de fortalecimento, como treinamento com pesos (musculação), também podem ajudar ganhar massa muscular que irão apoiar e proteger suas articulações. Aeróbica ou exercícios de resistência, como andar de bicicleta, também pode ajudá-lo a perder peso, que vai aliviar a pressão sobre a coluna vertebral e outras articulações.

atividade-fisica
Mova-se, exercício faz parte do tratamento da EA

Desenvolve um melhor equilíbrio

Ser sedentário pode piorar a dor, rigidez e equilíbrio. Se você tem um equilíbrio ruim, você tem maior risco de quedas e tropeços. “Isso é verdadeiro para qualquer pessoa, não apenas para as pessoas com EA”. “Ter uma condição crônica como a EA deve motivá-los ainda mais para fortalecerem fisicamente. “Os exercícios aquáticos podem melhorar o seu equilíbrio, enquanto alivia a pressão sobre as articulações.

Melhora da capacidade pulmonar

Algumas pessoas com EA perde flexibilidade na coluna vertebral. Em casos graves, onde duas ou mais vértebras se fundem, o movimento da caixa torácica e dos pulmões pode ser restrito. Cada vez que você respira, as costelas se abrem à medida que o diafragma se move para baixo. Com a espondilite anquilosante, esses movimentos para a frente podem se tornar limitados com o tempo. Isso pode impedir os pulmões de se expandirem plenamente para levar oxigênio, aumentando o risco para a incapacidade pulmonar. Exercícios aeróbicos, como caminhada, pode ajudá-lo a manter a flexibilidade.

Exercícios melhora a eficácia da medicação

Exercício e tratamento junto com a terapia com anti-TNF alfa podem ter efeitos amplificados, de acordo com pesquisa publicada em abril de 2015, no Seminário of Arthritis and Rheumatism. Os pesquisadores analisaram dados de 13 estudos que investigaram a eficácia combinada de um programa de reabilitação com este tipo de medicação e compararam-no com o tratamento apenas com drogas. Eles descobriram que a terapia com inibidores de TNF pode ser mais eficaz quando associada ao exercício físico regular. Pessoas com EA que tomaram essas drogas e participaram do programa de reabilitação relataram reduções na gravidade dos seus sintomas, atividade da doença e incapacidade, bem como uma melhoria na sua qualidade de vida.

Sejam bem vindos!